Burgueses safados e suas revoluções

Todos questionam como as revoluções começam. De forma geral, começa quando uma pessoa se revolta e questiona um poder estabelecido. Seria, portanto, a Revolução Burguesa uma revolução em si? Sabemos apenas que ela foi um conjunto de ideias e conceitos que envolvem a mudança econômica, política e social de um Estado.

Dentre as mais conhecidas como Revoluções Burguesas, temos as da Inglaterra, França e Holanda. Entretanto, sua influência ultrapassou os limites nacionais, atingindo suas colônias e até mesmo povos de outros continentes. Além disso, todos esses movimentos se entranharam no vasto processo histórico que sintetizou o colonialismo, imperialismo e mercantilismo.

Um exemplo desse impacto foi no Brasil. Sua revolução burguesa iniciou-se na abolição da escravidão e na Proclamação da República, pois elas representaram um processo de mudanças sociais, econômicas e políticas.  “A própria Abolição da Escravidão se deu – não só – mas principalmente porque o sistema de exploração escravista já não dava conta de atender as demandas produtivas que estavam emergindo, e sua supressão era uma das condições fundamentais para a consolidação do modelo burguês de sociedade” (PERONDI, 2007).

charge-revoluc3a7c3a3o-011
Charge representado a realidade instaurada nas indústrias após a Revolução Industrial: ao invés de um trabalhador que fazia tudo, haviam vários que realizavam etapas diferentes 

Bibliografia:  PERONDI, Eduardo. A revolução burguesa no Brasil. 2007, p. 136.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s